O triunfo do amor de Deus

VERSO PARA MEMORIZAR:
"Então ouvi uma voz forte que vinha do trono e dizia: - Eis o tabernáculo de Deus com os seres humanos. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles e será o Deus deles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima. E já não existirá mais morte, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram" (Apocalipse 21:3, 4).

Leituras da semana:
Jeremias 30:5-7; Salmos 91:1-11; Jeremias 25:33; Apocalipse 20:11-15; 21:2; 22:11, 12.
Podemos ter esperança no futuro. Mesmo que a gente enfrente desafios e tempos difíceis, se tivermos esperança, a gente pode viver com alegria e com um objetivo. Franklin D. Roosevelt, que foi presidente dos Estados Unidos num tempo muito difícil, escreveu que sempre devemos ter esperança.

E Albert Einstein, que era muito inteligente, disse que a gente sempre deve acreditar em um futuro melhor. E tem o poeta inglês, Alfred Lord Tennyson, que também falava sobre ter esperança.

Essa parte da nossa história é sobre como a esperança e o amor de Cristo são fortes no meio de lutas grandes entre o bem e o mal. O livro de Apocalipse fala sobre essa luta e a vitória de Deus que vai durar para sempre.

Esta lição é parte dos capítulos 39 a 42 do livro "O Grande Conflito".

* Estude a lição desta semana para se preparar para o Sábado, 29 de Junho.

Refúgio para Falante Russo

Por Andrew Mcchesney

O pastor ucraniano Vadym Krynychnny enfrentou um grande desafio para encontrar um edifício para uma igreja de língua russa na cidade espanhola de Valência. Mas, com oração, ele conseguiu alugar um salão com capacidade para 100 pessoas no centro da cidade por um valor simbólico de 500 euros (US$550) por mês.

"Vale muito mais", disse Vadym.

O salão era grande para o grupo inicial de 26 fiéis, mas Vadym começou a trabalhar em programas de divulgação. A igreja começou a organizar encontros com refeições aos domingos. Crianças falantes de russo foram convidadas para atividades especiais. Programas adicionais foram organizados em torno de feriados como Ano Novo e Páscoa. Concertos se mostraram especialmente populares, enchendo a igreja até a capacidade máxima e, às vezes, exigindo o aluguel de um salão maior.

A igreja estabeleceu fortes laços com a comunidade local de falantes de russo e se tornou um centro para os falantes do idioma. Cerca de 80% dos estimados 400.000 falantes de russo na Espanha vivem em Valência e ao longo da costa mediterrânea próxima. Dessas 400.000 pessoas, pelo menos 500 são Adventistas.

Mas a primeira pessoa batizada na nova igreja não era da Rússia ou de outra ex-república soviética. A mulher nasceu no Irã e foi criada em uma religião mundial não cristã. Ela falava russo fluentemente após estudar por 12 anos na ex-república soviética da Bielorrússia e veio à igreja depois de ser convidada na rua.

Após 25 batismos e várias famílias Adventistas anteriores recomprometerem seus corações a Jesus, a frequência semanal à igreja era de 65 adultos e 40 crianças quando o conflito irrompeu na Ucrânia em 2022.

Vadym percebeu, com espanto, que a igreja estava bem posicionada para ajudar as pessoas que fugiam do conflito. A igreja rapidamente usou suas conexões locais para estabelecer um centro de refugiados. Nos primeiros dois meses do conflito, 200 pessoas visitaram o centro, recebendo hospedagem e comida. Cerca da metade delas eram Adventistas. Desde então, muitas mais pessoas receberam assistência.

"Muitos vieram até nós, não conhecendo ninguém na Espanha", disse Vadym. "Mas eles vêm até nós porque falamos russo, e eles buscam algo familiar."

Ele creditou a Deus por posicionar a igreja para ajudar os refugiados mesmo antes de o conflito começar. Ele disse que ansiava por compartilhar a esperança da breve vinda de Jesus com eles e todos os falantes de russo na Espanha. "Estamos concentrando todos os nossos esforços para atender às necessidades dessas pessoas", disse ele.

Fornecido pelo Escritório da Conferência Geral da Missão Adventista, que usa as ofertas missionárias da Escola Sabatina para espalhar o evangelho em todo o mundo. Leia novas histórias diariamente em www.escolaSABATINA.net/historias.

Acreditamos que Deus aumentou o conhecimento de nosso mundo moderno e que Ele deseja que o usemos para Sua glória e proclamar Seu breve retorno! Precisamos da sua ajuda para continuar a disponibilizar a Lição da Escola Sabatina neste aplicativo. Temos os seguintes custos Firebase, hospedagem e outras despesas. Faça uma doação no nosso site www.EscolaSabatina.net

Esperança no tempo de angústia

Que eventos ocorrerão pouco antes da volta de Cristo? Apocalipse 22:11, 12; Daniel 12:1, 2; Jeremias 30:5-7

Um tempo difícil vai chegar para as pessoas, um tempo pior do que qualquer outro que já teve. O Apocalipse 16 fala sobre sete desastres terríveis que vão acontecer para aqueles que não seguem a Deus. Mesmo assim, como no tempo das pragas do Egito, aqueles que são fiéis vão estar seguros. Existe uma promessa que diz que os bons estarão salvos, e isso está ligado ao "livro da vida" (Daniel 12:1). Isso quer dizer que, se formos leais a Jesus, nossos nomes ficarão no livro da vida para sempre (Apocalipse 3:5).

Leia 1 João 3:1-3; João 8:29 e 14:30. Qual é a única preparação eficaz para o tempo de angústia que se aproxima?

Aqueles que confiam em Jesus têm um laço tão forte com Ele que nada pode quebrar. Eles querem fazer o que agrada a Deus e, com a ajuda do Espírito Santo, eles vão ser puros. No coração de Jesus não tinha nada que combinasse com as mentiras de Satanás. Nós também podemos tentar ser como Jesus nesse jeito de ser.

Leia os Salmos 27:5; 91:1-11; Apocalipse 3:10-12. Que promessas tranquilizadoras Deus nos dá para o tempo de angústia?

Tem gente que entendeu errado, pensando que pode passar por esse tempo difícil sem a ajuda de Jesus. Jesus vai parar de ajudar no Céu só quando todo mundo já tiver escolhido seu lado na briga contra Ele. Mas isso não quer dizer que devemos contar só com a gente mesmo. Jesus disse que vai estar com a gente sempre (Mateus 28:20). Nesse tempo de problemas, nossa confiança em Jesus vai ficar mais forte, e o que a gente mais vai querer é viver com Jesus para sempre.

Esperança do breve retorno de Jesus

Leia João 14:1-3; Tito 2:11-14. À luz dos desafios do futuro e do tempo de angústia, por que esses versos são tão encorajadores?

Jesus falou: "Não deixem que o medo tome conta de vocês." Ele prometeu que nunca nos abandonará e que voltará para nos levar para um lugar melhor. Este mundo onde vivemos não é a nossa verdadeira casa; vamos para um lugar mais maravilhoso quando Jesus voltar. Mesmo que os dias fiquem difíceis, com problemas e injustiças, a promessa de que Jesus voltará para nos buscar dá muita esperança.

Leia Apocalipse 6:15-17; Isaías 25:8, 9. Compare as atitudes dos salvos e dos perdidos reveladas nesses versos. O que explica a diferença entre essas duas atitudes?

Pessoas que não seguem Deus vão ficar com medo quando verem as consequências ruins das coisas erradas que fizeram. Mas as pessoas que acreditam em Deus vão estar felizes pelas coisas boas que Ele prometeu. Quando as pessoas rejeitam Deus, elas acabam sentindo culpa e medo, mas quem aceita o amor e o perdão de Deus vai sentir paz e alegria, esperando pelo dia em que Ele voltará.

Leia Apocalipse 15:3, 4; 19:7. Como os redimidos responderão à gloriosa salvação provida por meio de Cristo?

Quando a gente entender o quanto Deus fez por nós, não vai ter outra resposta a não ser amá-Lo e louvá-Lo. Vamos sempre lembrar como Jesus morreu por nós e isso vai ser como uma música linda que nunca vamos esquecer. Vamos ver Jesus e ficar admirados por Ele ter feito tanto por nós, mesmo sendo tão importante e poderoso.

Leia Apocalipse 12:17; 17:13, 14; 19:11-16. Observe a progressão desses versos. O que isso nos diz sobre a última guerra da Terra e a vitória de Cristo?

O milênio na Terra

O fim de Apocalipse 19 conta como Jesus volta e o que acontece com os maus. Mas ainda tem mais história. Apocalipse 20 fala de um tempo que vai durar mil anos, chamado de "milênio".

O que acontecerá a Satanás quando Jesus voltar? Apocalipse 20:1-3

As cenas em Apocalipse 20:1-3 são simbólicas. Satanás não vai realmente estar preso com correntes num buraco fundo. Nesse tempo, ele vai estar numa Terra vazia e arruinada, preso pelas próprias bagunças que ele fez. 2 Pedro 2:4 diz que Satanás e seus anjos estão destinados a castigos fortes. Durante o milênio, ele vai estar preso aqui pela situação que criou, sem ninguém para enganar. Ele vai ver tudo de ruim que a rebelião dele causou.

A palavra "abismo" vem do grego antigo e era usada para descrever a Terra no começo de tudo (Gênesis 1:2). A Bíblia diz que a Terra vai estar sem vida, não como um buraco ou lugar escuro em alguma parte do espaço. O pecado e a destruição que Satanás causou, e a confusão antes de Jesus voltar, vão deixar a Terra toda bagunçada, igual no começo da criação.

Leia Jeremias 4:23-26; 25:33; Isaías 24:1, 3, 5. Como os profetas bíblicos descrevem essa cena?

Os profetas da Bíblia falam sobre a destruição grande quando Jesus voltar de novo. Eles dizem que não vai ficar ninguém na Terra no tempo do milênio. Satanás e os anjos dele vão ter que olhar o que a rebeldia deles fez. Todo mundo vai ver que o resultado do pecado é ruim mesmo.

Deus lida com o pecado de uma forma que não vai deixar ele aparecer de novo (Naum 1:9). Deus faz isso de três jeitos principais: primeiro, Ele mostra o amor grande que tem, o quanto Ele quer salvar todo mundo. Segundo, mostra que Ele é justo e certo. Terceiro, deixa todo mundo ver o que acontece quando tem pecado e rebeldia.

Juízo no milênio

Leia Apocalipse 20:4-6. O que os justos farão durante os mil anos, e por que isso é importante?

Durante o milênio, que é um período de mil anos, as pessoas boas vão ter a chance de ver como Deus é justo e amoroso ao lidar com todos. Eles vão poder fazer perguntas a Deus e entender melhor Suas decisões. Se tiver alguém que eles amam e não estiver no Céu, eles vão poder compreender por que não estão lá.

Os que foram salvos por Deus vão ver que as pessoas que não estão no Céu é porque escolheram não seguir a Cristo. Depois desses mil anos, Deus vai fazer o julgamento final, que é a segunda morte e significa o fim eterno dos maus.

Leia Apocalipse 20:7-9. Como os mil anos terminarão? Qual será o destino de Satanás e de seus seguidores?

Por mil anos, Satanás não vai poder enganar ninguém. Ele e os anjos dele vão pensar sobre o que o pecado causou. No final dos mil anos, os que não foram salvos vão voltar à vida para o último julgamento e para receber o que merecem (Apocalipse 20:5).

Depois, Satanás vai juntar um monte de seguidores. Mesmo perdendo muitas vezes, ele vai achar que pode vencer ao ver quantos estão do lado dele. Ele ainda não quer desistir e vai tentar enganar nações inteiras. Vai fazer um último esforço para lutar contra Deus e tentar ser o chefe. "Gogue e Magogue" é um jeito de dizer todos que seguem Satanás, mostrando como eles vão se juntar contra os que foram salvos (Apocalipse 20:9).

Os que foram salvos vão viver e reinar com Cristo na cidade dos Céus durante o milênio. Depois, a cidade dos Céus vai descer até a Terra, junto com Deus, Jesus, os anjos e todos os salvos. Todos vão estar lá para ver o fim da luta contra o pecado. Vai ser o final de tudo que é ruim!

O que o momento do juízo final diz sobre o caráter de Deus

Duas eternidades

Por que que os ímpios serão ressuscitados? 2 Coríntios 5:10; Romanos 14:10; Apocalipse 20:11-15

Para resolver o problema do pecado para sempre, todos vão ver que Deus é justo. No fim, todos vão se ajoelhar e aceitar que Deus estava certo no grande conflito. Até Satanás e seus anjos vão admitir que não havia razão para a rebelião. Veja o que Ellen G. White escreveu: "Quando os registros celestes são abertos e Jesus olha para os ímpios, eles lembram de cada pecado.

Percebem onde erraram no caminho do bem e da santidade, e veem como o orgulho e a rebelião os levaram a desobedecer a Deus. As tentações que fizeram eles pecarem, as coisas boas que eles ignoraram, os avisos de Deus que eles não ouviram, a teimosia deles – tudo vai parecer escrito em letras de fogo. [...]"

"Todos os maus estão sendo julgados por Deus, acusados de grande traição contra o governo do Céu. Não há quem defenda eles, e a pena de morte eterna já foi decidida contra eles" (Ellen G. White, O Grande Conflito [CPB, 2021], p. 551, 553).

O que a Bíblia revela sobre a destruição do pecado e dos pecadores e a recompensa dos justos? Apocalipse 20:9; Salmos 37:20; Miquéias 4:1, 2

Satanás e seus anjos vão ser destruídos no lago de fogo. O pecado e os pecadores vão sumir. Eles vão ser totalmente destruídos, sem chance de voltar (Apocalipse 20:9). O próximo verso fala que vai ser "para sempre". Em alguns casos, "para sempre" não quer dizer "sem fim", mas "até que algo seja completamente resolvido" (Êxodo 21:6; 1 Samuel 1:22, 28; Juízes 7; 2 Pedro 2:4-6). Para os que se perderam, a destruição é final, não é um processo sem fim. Deus não é alguém que faz sofrer eternamente.

Uma das duas eternidades aguarda a todos nós. Infelizmente os perdidos receberão o "salário" da morte eterna. Por que nossa esperança está em confiar na justiça de Jesus?

Estudo Adicional:

"Aí, as pessoas que não morrem vão ver para sempre as coisas incríveis que Deus criou e como o amor Dele salva. Não vai ter mais ninguém ruim e enganador para fazer a gente se esquecer de Deus. Todos vão poder melhorar sempre, e vão poder fazer mais coisas. Aprender coisas novas não vai deixar ninguém cansado. Os maiores planos vão poder acontecer, e os maiores sonhos podem se realizar. [...]

Olhando claramente, vão ver a beleza da criação – os planetas e estrelas, todos no lugar certo, girando em volta do lugar onde Deus está. Em tudo, desde o menor até o maior, está mostrando o quanto Deus é incrível, e em tudo dá para ver como Deus é rico em tudo que Ele faz.

A grande briga acabou. Não tem mais pecado nem gente má. O Universo todo está cheio de uma alegria que não acaba. Tudo que Deus criou está mostrando vida, luz e felicidade por todo o lugar, sem fim. Do menorzinho até o maior de todos, tudo que tem vida ou não, está mostrando, em calma e alegria completa, que 'Deus é amor'" (Ellen G. White, O Grande Conflito [CPB, 2021], p. 559, 560).

Questões para discussão:

 Por que Deus deixou o pecado existir por tanto tempo? Ninguém sofre mais do que o tempo que o pecado existe. A vida é curta perto de tantos anos de pecado. Isso nos ajuda a pensar sobre como lidar com o problema do mal.

 Como é que o período de mil anos se encaixa no plano de Deus? Só quando todos que foram salvos estiverem certos da justiça e amor de Deus, e os que não foram, já souberem do julgamento final, é que esse período vai acontecer. O que isso significa para os que não foram salvos?