Espiritualismo Exposto

VERSO PARA MEMORIZAR:
"Porque o Senhor mesmo, dada a Sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor" (1 Tessalonicenses 4:16, 17).

Leituras da semana:
Mateus 10:28; Eclesiastes 9:5; Isaías 8:19, 20; Jó 11:11-14, 21-25; 1 Tessalonicenses 4:16, 17; Apocalipse 16:13, 14; Mateus 24:23-27; 2 Tessalonicenses 2:9-12.
Décadas atrás, começaram a aparecer relatos de pessoas que quase morreram ou morreram e depois contaram o que viram ou ouviram enquanto estavam "mortas". Milhares dessas histórias foram escritas e muitos pensam que elas provam que as pessoas que morrem não estão realmente mortas. Esse jeito de pensar é parecido com o primeiro engano de Satanás quando ele disse: "É certo que vocês não morrerão" (Gênesis 3:4).

Esse truque de Satanás mudou de cara muitas vezes, mas sempre manteve a ideia de que a vida segue mesmo após a morte. Essa crença era central no que aconteceu no século 19 com o caso das irmãs Fox, que foi desmascarado como uma mentira, onde diziam que conseguiam falar com os mortos.

Esta semana, vamos aprender que a verdadeira proteção contra as mentiras de Satanás está em uma relação pessoal com Cristo e um conhecimento sólido sobre o que a Bíblia realmente diz. Isso inclui ensinamentos claros sobre a morte, que nos dizem que, independentemente do que achamos, devemos nos apegar ao que está escrito na Bíblia. Vamos estudar isso nos capítulos 31 a 34 do livro "O Grande Conflito".

Cidade Não Alcançada na Nigéria

A cidade nigeriana de Umuacha está localizada em um cruzamento estratégico. A cidade possui um grande mercado que atrai multidões diárias de cidades vizinhas.

Mas faltava uma igreja Adventista do Sétimo Dia.

A ausência de uma igreja Adventista era surpreendente porque igrejas Adventistas haviam sido estabelecidas há mais de 70 anos em todas as cidades circunvizinhas. Até mesmo a sede da Conferência Norte de Aba da Igreja Adventista estava localizada nas proximidades. Mas Umuacha não tinha igreja.

Por quê?

A primeira igreja foi aberta em Umuacha há mais de 80 anos e resolveu ser a única igreja da cidade. Com o passar dos anos, no entanto, os moradores venderam suas terras para estrangeiros que, por sua vez, construíram suas próprias igrejas. A igreja mais antiga aceitou os recém-chegados, mas todos declararam que os Adventistas, que adoravam em um dia diferente, nunca seriam bem-vindos.

Igrejas Adventistas nas cidades vizinhas lutaram para alcançar Umuacha.

Quando tentavam organizar reuniões evangelísticas, ninguém lhes dava um local para a reunião. As esperanças foram renovadas quando a igreja nas proximidades de Mba realizou uma reunião evangelística de duas semanas fora da cidade e, em seguida, abriu uma Escola Sabatina filial. Mas a Escola Sabatina fechou após apenas três meses. Mais tarde, jovens de Mba realizaram estudos bíblicos que trouxeram várias famílias de Umuacha para a igreja de Mba aos sábados. Mas as famílias pararam de frequentar quando seus vizinhos lhes atiraram pedras.

Em 2021, a Conferência Norte de Aba fez novos planos para reuniões evangelísticas em Umuacha, mas novamente lutou para encontrar um local. Um proprietário de terra concordou em sediar reuniões em tendas, mas depois mudou de ideia abruptamente. Tentativas adicionais se mostraram infrutíferas naquele ano e em 2022. Parecia sem esperança.

Então, um membro da igreja, Christian, fez uma nova tentativa de encontrar um local.

Enquanto procurava, ele conheceu Chilaka, o dono de uma escola.

"Você que está correndo por aí, o que está procurando?" perguntou o dono da escola.

"Parece que estou procurando por você", Christian respondeu.

Após uma discussão, o dono da escola ofereceu a propriedade para as reuniões. Christian aceitou com gratidão.

Por um mês, pregadores Adventistas proclamaram a Palavra de Deus em Umuacha. Eles foram acompanhados por uma equipe médica que cuidava dos doentes. No final, 29 preciosas almas foram batizadas. Então, alguém doou um terreno, e uma igreja Adventista foi aberta em Umuacha.

"Hoje, a igreja está progredindo para a glória de Deus", disse Caleb Uchenna Onyendi, diretor de evangelismo da Conferência Norte de Aba.

O tempo de Deus é perfeito, ele acrescentou, apontando para Êxodo 9:5, que diz: “Então o Senhor marcou um tempo determinado, dizendo: ‘Amanhã o Senhor fará isso na terra’”. O Senhor fez exatamente isso na cidade de Umuacha.

Fornecido pelo Escritório da Conferência Geral da Missão Adventista, que usa as ofertas missionárias da Escola Sabatina para espalhar o evangelho em todo o mundo. Leia novas histórias diariamente em www.escolaSABATINA.net/historias.

Acreditamos que Deus aumentou o conhecimento de nosso mundo moderno e que Ele deseja que o usemos para Sua glória e proclamar Seu breve retorno! Precisamos da sua ajuda para continuar a disponibilizar a Lição da Escola Sabatina neste aplicativo. Temos os seguintes custos Firebase, hospedagem e outras despesas. Faça uma doação no nosso site www.EscolaSabatina.net

As consequências mortais do espiritualismo

A ideia de que morrer é só começar uma nova parte da vida vem da crença que a alma não pode morrer. Esta ideia entrou na igreja bem cedo, fazendo ela se afastar das verdades da Bíblia para tentar fazer a fé caber nos ensinos da Roma antiga. "A teoria da imortalidade da alma foi fundamental para a igreja pegar as doutrinas que Roma tinha do paganismo e juntar com a fé cristã" (Ellen G. White, O Grande Conflito, página 457).

O que Mateus 10:28 diz sobre a suposta imortalidade da alma?

Deus deixou claro para Seu povo que eles devem ficar longe de coisas ocultas. Deus disse que ninguém deveria procurar feiticeiros, pessoas que falam com espíritos, ou quem tenta falar com os mortos (Deuteronômio 18:11). Essas pessoas deveriam ser punidas severamente (Levítico 20:27). Isso pode parecer muito rígido, mas Deus fez isso para proteger Seu povo de seguir deuses que não são verdadeiros.

A bruxaria é má. Ela engana as pessoas, fazendo elas adorarem o que não devem e afastando-as do amor verdadeiro de Deus. O espiritualismo é uma peça importante no plano de Satanás para enganar todo mundo. Mas Jesus, com Seu poder, pode libertar as pessoas das mentiras que as prendem.

Leia Eclesiastes 9:5; Jó 7:7-9 e Isaías 8:19, 20. O que essas passagens bíblicas nos ensinam sobre a morte e a comunicação com os mortos?

Essas passagens nos mostram que a crença de que as pessoas vão direto para o céu ou inferno quando morrem não vem da Bíblia. Mesmo com essa ideia sendo bem forte, a verdade bíblica é que devemos deixar isso de lado. Muitas vezes, as pessoas pegam trechos da Bíblia fora do contexto para apoiar essa crença, mas essa maneira de interpretar errado os textos pode deixar as pessoas vulneráveis aos truques de Satanás, especialmente em tempos difíceis.

Qual é a maneira correta de explicar o que acontece depois que morremos para outras pessoas?

Morte no Antigo Testamento

Leia os Salmos 6:5; 115:17; 1 Reis 2:10; 11:43 e 14:20. O que esses versos ensinam sobre o estado dos mortos?

Antigo Testamento (AT) não fala que a alma é imortal e que, depois que morremos, vamos para o céu ou para o inferno diretamente. Ele diz que morrer é como estar dormindo. A Bíblia frequentemente usa o jeito de falar "descansou (dormiu) com seus pais" (1 Reis 2:10; 14:20) para falar sobre a morte dos líderes do passado, como um sono longo. Falando sobre a morte, Jó expressou que não ia acordar do sono da morte (Jó 14:12). O escritor dos Salmos também falou que, quando acordasse, estaria feliz por estar com Deus (Salmos 17:15).

Quando os soldados assírios foram derrotados, a Bíblia descreveu a situação deles como "sono profundo" (Salmos 76:6). A crença de que as pessoas mortas viram espíritos que podem falar com os vivos não vem da Bíblia, é uma ideia que não faz parte do que a Bíblia ensina e é mais ligada a crenças antigas que não são de Deus.

Entender errado sobre a morte pode nos deixar abertos a ser enganados por Satanás. Ele pode usar espíritos falsos, que se dizem ser nossos amigos e familiares que já morreram, para nos confundir e nos levar a acreditar em coisas que não são verdadeiras. Esses espíritos podem mexer muito com nossos sentimentos e até fazer coisas que parecem milagres para fazer a gente acreditar neles.

Temos que ficar com o que a Bíblia ensina, que quando morremos, não ficamos vagando por aí, e que esses espíritos que aparecem assim são na verdade espíritos ruins, ou demônios (Ellen G. White, O Grande Conflito, páginas 465, 466).

Leia Daniel 12:2 e Jó 19:25, 26. Que elementos sobre o estado dos mortos são acrescentados por esses versos?

A morte é descrita como um tempo de espera até a ressurreição. Não tem espíritos das pessoas mortas por aí tentando falar com a gente. Mesmo que outras religiões e culturas antigas acreditassem nisso, para os israelitas que seguiam a Bíblia, estar morto era estar em um sono profundo até o dia de acordar na ressurreição quando Cristo voltar.

Embora a gente sinta muita falta das pessoas que morreram, a Bíblia nos dá esperança. Ela diz que, não importa quanto tempo demore, quando chegar a hora, os que dormiram em Cristo vão acordar para a vida eterna.

Morte no Novo Testamento

Como a descrição da morte no Novo Testamento se compara com a do Antigo Testamento? Leia Jó 11:11-14, 21-25; 2 Timóteo 1:10; 1 Coríntios 15:51-54; 1 Tessalonicenses 4:15-17.

O Antigo Testamento (AT) e o Novo Testamento (NT) usam a ideia de dormir para falar da morte. Pelo menos 53 vezes na Bíblia, a palavra "dormir" é usada para descrever a morte. As pessoas que escreveram a Bíblia concordam que quando morremos, não temos uma consciência ativa numa suposta alma eterna que sai do corpo. O NT fala também sobre uma coisa importante que já era mencionada no AT: a ressurreição maravilhosa quando Cristo voltar.

Os livros dos evangelhos dizem que só temos vida eterna através de Cristo. Nenhum demônio pode tirar dos que creem a certeza de uma vida eterna. Cristo ganhou da morte quando morreu na cruz. O túmulo não vai conseguir segurar os que creem, pois eles serão trazidos de volta à vida quando Cristo voltar.

Paulo disse assim: "Se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. E se Cristo não ressuscitou, é vã a fé que vocês têm, e vocês ainda estão no erro dos seus pecados. E mais: aqueles que morreram crendo em Cristo estão perdidos" (1 Coríntios 15:16-18). Que sentido faria acreditar na vida no céu se as pessoas que morreram já estivessem lá? Não seria uma espera pela ressurreição?

Paulo explicou que a ressurreição de Cristo é a prova e a base da nossa esperança de também ressuscitar, e que sem essa esperança, continuamos errados e sem solução.

Essas ideias se encaixam bem com outros ensinamentos da Bíblia sobre a esperança que temos por causa de Jesus, que nos prometeu uma herança que não pode ser estragada e que está guardada no céu para a gente (1 Pedro 1:4). Então, os que creem não estão no céu agora, porque a promessa é que uma recompensa está guardada no céu. Os fiéis do NT viveram com essa esperança e essa promessa os manteve firmes na fé.

Por que a ressurreição é uma esperança forte para os cristãos? E se não tivéssemos essa esperança, como seria?

Espiritualismo nos últimos dias: parte 1

Leia Mateus 24:5, 11, 24; 2 Tessalonicenses 2:7-9; Apocalipse 13:13, 14; 16:13, 14. Que tipo de enganos enfrentaremos nos últimos dias?

O mal vai usar "sinais e maravilhas" para confundir muita gente antes que Jesus volte. Ángel Rodríguez explicou que o poder de enganar dos demônios não está no que eles dizem, mas nos truques e fenômenos impressionantes que eles fazem. Eles fazem esses sinais, focando mais em mexer com nossos sentimentos do que em nossa capacidade de pensar e discernir.

Esses sinais são feitos por demônios e mostram que a mensagem que vem desses três espíritos ruins [dragão, besta e falso profeta] é cheia de ideias espiritualistas — Deus não é quem está por trás disso. Quando o grande conflito entre o bem e o mal estiver chegando ao fim, o poder desses enganos vai aparecer na história como nunca antes, apoiado pela crença errada que a alma é imortal, o que quase vai enganar todo mundo.

Por que é perigoso confiar nas emoções? Que papel elas têm em nossa experiência? De que maneira Satanás poderá distorcer nosso pensamento racional e apelar para nossos sentimentos?

"Satanás [...] aos poucos [...] está armando o terreno para sua maior mentira: o espiritualismo. Até agora ele não conseguiu acabar completamente com seus planos, mas ele vai conseguir perto do final dos tempos. [...] Só os que estão protegidos pelo poder de Deus e acreditam no que Ele disse não serão enganados" (Ellen G. White, O Grande Conflito, páginas 466, 467). Nossa verdadeira segurança está em Jesus e nas palavras Dele.

Não é difícil perceber como muitos que não entendem o que acontece quando morremos podem acreditar que os mortos continuam vivos depois da morte.

De que enganos estamos seguros quando sabemos que os mortos estão dormindo?

Espiritualismo nos últimos dias: parte 2

Nossa esperança está em Cristo e nas Suas mãos marcadas pelos pregos que foram cravados para salvar a gente. Ele se sacrificou e pagou um preço que a gente nem pode imaginar para poder nos chamar de Seus. A volta de Cristo é nossa esperança mais preciosa (Tito 2:13).

Satanás quer destruir essa esperança. Ele vai fazer coisas incríveis para tentar tirar as pessoas do caminho certo e da salvação que vem de Cristo. "Aqui está a perseverança dos santos, os que obedecem a Deus e confiam em Jesus" (Apocalipse 14:12).

Na batalha final, Satanás vai tentar de tudo para que as pessoas não obedeçam a Deus e não confiem em Jesus. A gente tem que tomar muito cuidado com qualquer ensinamento que, mesmo cheio de milagres e coisas impressionantes, tenta nos tirar dessas verdades importantes da fé.

O que a Bíblia nos fala sobre o poder que engana e como Satanás opera? Mateus 24:23-27; 2 Coríntios 11:13, 14; 2 Tessalonicenses 2:9-12.

Nos momentos finais da história, Satanás vai vir com tudo. Ele vai usar truques e coisas que parecem milagres para enganar todo mundo e tentar ganhar a luta contra Deus. Vão aparecer pessoas se passando por Cristo e reivindicando títulos e adorações que só pertencem ao verdadeiro Salvador. Eles vão até fazer curas milagrosas e dizer que receberam mensagens diretamente do céu que vão contra o que está escrito na Bíblia.

"Assim como no ponto alto dessa grande confusão, o próprio Satanás vai fingir ser Jesus. A igreja tem falado há muito tempo sobre a volta de Jesus como a realização de todas as esperanças. E em muitos lugares da Terra, Satanás vai aparecer fingindo ser Jesus" (Apocalipse 1:13-15; Ellen G. White, O Grande Conflito, página 518, com destaque nosso).

Como entender corretamente a volta de Cristo e o que acontece quando a gente morre nos protege dos enganos?

Estudo Adicional:

O livro de Lee Strobel, "The Case for Heaven" (Em defesa do Céu), fala sobre a crença de que, após a morte, as pessoas continuam vivas de alguma forma. Ele traz histórias de pessoas que passaram por experiências muito próximas da morte como evidência. Um dos casos mencionados é de uma garota que, durante uma cirurgia no coração, disse ter visto seu irmão que ela nunca conheceu porque ele faleceu antes dela nascer.

Quando ela acordou e contou ao seu pai, ele confirmou que ela realmente teve um irmão que morreu antes de ela nascer (Lee Strobel, "The Case for Heaven", página 69). Strobel questiona, no entanto, a ideia de que exista vida após a morte da maneira como muitos acreditam. Ele argumenta que a verdadeira esperança e recompensa virão quando Cristo voltar.

"Todos que não estão bem firmados na Palavra de Deus serão enganados e derrotados. Satanás usa todo tipo de engano e mentira para tentar dominar os filhos de Deus e suas mentes. Ele continua tentando e esses enganos só vão aumentar. As pessoas que buscam de verdade a Deus e tentam viver de acordo com o que Ele ensina na Bíblia, purificando o coração pela obediência, essas pessoas vão estar prontas para enfrentar os desafios e não vão ser enganadas" (Ellen G. White, "O Grande Conflito", páginas 465, 466).

Questões para discussão:

 Quais estratégias Satanás usa? E qual é o papel dos meios de comunicação nisso?

 Qual Como você dividiria sua fé com alguém que acredita que as pessoas vão para o céu imediatamente depois de morrer e pensa que já falou com alguém que morreu?